Gaspar terá a biblioteca como ponto central da escola

Que a leitura é o primeiro passo e parte do caminho para o conhecimento, não é segredo para ninguém. Tudo começa pelo interesse em buscar o aprendizado e primeiro contato acontece, na maioria das vezes, dentro da escola. Nesse caso, a biblioteca é a melhor representação dessa ideia. Pensando nisso, o Colégio Gaspar Silveira Martins elencou o espaço de estudos e livros como o principal dentro da instituição.

Denominada Biblioteca Castro Alves, o espaço será inaugurado oficialmente no dia 2 de abril. A nova biblioteca integra o plano de obras na estrutura física do Colégio Gaspar, que está às vésperas de completar 65 anos. Com a intenção de ser um espaço mais moderno, a biblioteca esteve em obras nos últimos três meses. Nessa semana, ocorreu a conclusão dos últimos detalhes e nos próximos dias ela ficará à disposição dos 525 alunos.

Segundo o diretor do Gaspar, Tiago Becker, se o objetivo central do educandário é o conhecimento, a biblioteca não poderia ficar escondida ou ser uma sala no fim de um corredor. 'Ela está no centro da escola. São 70 metros quadrados e parte da estrutura é envidraçada. Queríamos ela visível e transparente, como deve ser o conhecimento', explica Becker. A estrutura conta com 5 mil exemplares de livros, além de jornais e revistas. Com orçamento próprio, a biblioteca deve ter o acervo aumentado, a partir de sugestões de alunos e professores. Dentro dela, cabem pelo menos 50 pessoas sentadas para estudar.

Ao implantar a biblioteca no centro da escola, a proposta do Gaspar é trabalhar os seguintes pontos: leitura, literatura e pesquisa. 'Quando falamos em leitura, não são somente de livros, mas de jornais e revistas, tendo acesso a notícias, informações gerais e artigos. Quanto à literatura, queremos que os alunos vejam o livro como uma obra de arte, que consigam interpretar as entrelinhas. Ter uma visão filosófica, mas também artística', explica Tiago Becker.

O diretor diz ainda que essa sistemática propõe que o estudante investigue, pense sobre o que está lendo. Por isso, a pesquisa também será algo ampliado. Embora o Gaspar já ofereça a disciplina de 'Iniciação científica' para os alunos do 9º ano, o objetivo é que os estudantes aprendam cada vez mais sobre metodologias de pesquisa. Assim, eles têm condições de chegar ao ensino médio e depois ao superior familiarizados com normas acadêmicas, por exemplo. O gestor da escola admite que atualmente a maioria dos alunos faz pesquisas na internet, mas muito conteúdo ainda está e sempre estará nos livros. 'É importante destacar que a biblioteca é sim um lugar de estudos e silêncio, mas também de socialização. E essa troca mútua é para dividir conhecimento', salienta Becker.

Baile em homenagem aos 65 anos

No dia 2 de abril, o Colégio Gaspar Silveira Martins completa 65 anos de atuação em Venâncio Aires. Para marcar a data, está previsto um jantar-baile em homenagem ao aniversário da escola. Conforme o diretor Tiago Becker, historicamente o baile é para lembrar dos ex-alunos, mas como é um ano especial para o colégio, a ideia é reunir também amigos e parceiros.
O evento ocorre em um sábado, dia 7 de abril, às 20h, no Centro Evangélico Luterano, que fica ao lado do Gaspar. A janta ficará por conta do restaurante Genz e a música a cargo da banda Nova Estação. Também haverá apresentações culturais. Os cartões estão à venda na própria escola ou com membros do Círculo de Pais e Mestres (CCP), ao custo de R$ 45. Quem quiser ir só no baile, o valor do cartão é de R$ 25.

Por Débora Kist - Folha do Mate